Não querem CLT: Novo modelo de contrato da Globo irrita apresentadores | Rede Ilha FM
últimas Notícias

9 de out de 2019

Não querem CLT: Novo modelo de contrato da Globo irrita apresentadores

Além disso, as estrelas parecem não se interessar pelos benefícios da carteira assinada, como 30% a mais nas férias, 13º salário e FGTS, já que praticamente todos já ganham a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) ou bônus anuais. (Foto: RBS TV/Divulgação)

Os recentes rumores sobre possíveis saídas de apresentadores da Globo para a Record movimentaram o mercado televisivo brasileiro nas últimas semanas, e eles podem ter um motivo. Segundo o colunista Ricardo Feltrin, do Uol, os profissionais que estão com o contrato próximo do encerramento com a emissora carioca serão recontratados no regime de carteira assinada. A medida, porém, parece não ter agradado alguns apresentadores.

A razão para a irritação dos profissionais é em torno da redução dos vencimentos, o que realmente deve acontecer. Entretanto, a diminuição não é em virtude de cortes nos salários, mas pelo aumento dos descontos promovidos no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

O Imposto de Renda, por exemplo, deve quase dobrar, dos atuais 15%, que eles pagam como PJ, para 27,5%. Além disso, as estrelas parecem não se interessar pelos benefícios da carteira assinada, como 30% a mais nas férias, 13º salário e FGTS, já que praticamente todos já ganham a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) ou bônus anuais.

Entre os profissionais que teriam sido sondados pelas concorrentes estão Zeca Camargo, cujo contrato acaba no final deste ano, e Patrícia Poeta, que tem contrato até 2021.

O descontentamento com os novos contratos chegou até o departamento de Esportes, onde as principais estrelas também vão migrar para o regime CLT. Tino Marcos e Marcos Uchôa, por exemplo, pediram licença da Globo até o próximo ano, para definir qual decisão devem tomar sobre suas carreiras.

« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário