Política se discute sim! Por que não?! | Rede Ilha FM
últimas Notícias

1 de ago de 2019

Política se discute sim! Por que não?!

Esse “não gostar” de política, é responsável por eleger e, pior, reeleger bandidos para nos governar, é conivente com obras monstruosas para desvio de dinheiro público, são aqueles que se deixam iludir pela política do “pão e circo”. (Foto: Reprodução/Diario do Comercio)

Por: Isa Simões

Primeiramente é necessário esclarecer que discutir algum assunto é diferente de briga e imposição. Uma discussão se faz civilizadamente, com a construção e compartilhamento de argumentos. 

Nas últimas eleições pudemos observar um fenômeno belíssimo: o crescimento do debate político. Entretanto, ainda é gritante em nossa sociedade a “falta de consciência política”. É simplesmente mais cômodo para o indivíduo ignorar e dizer “eu não gosto de política”. Ah, se quem isso afirmasse soubesse o mal que faz... sua apatia, descrença, falta de vontade e ignorância são os principais responsáveis pela catastrófica situação política que vivemos até aqui.

Esse “não gostar” de política, é responsável por eleger e, pior, reeleger bandidos para nos governar, é conivente com obras monstruosas para desvio de dinheiro público, são aqueles que se deixam iludir pela política do “pão e circo”, pelas esmolas, que calam para não ouvir, fecham os olhos para se calar, não ouvem para não ver, que tapam as narinas para não sentir a podridão fétida da política, são aqueles que simplesmente “lavam as mãos” e tudo ignoram sem saber que são diretamente, repito, diretamente, responsáveis, apenas pelo simples gesto de se acovardar. 

O mais triste é observar que essa epidemia é muito presente principalmente entre os nossos jovens, seres que poderiam fazer a diferença maciça nas eleições. Talvez porque com pais descrentes, os filhos também fiquem apáticos, ou talvez com professores omissos os jovens fiquem “analfabetos politicamente”. Votar, se interessar por política, ler e entender o que nosso país está atravessando é dever social, é gesto de cidadania e de amor a bandeira brasileira, é dizer “eu também sou responsável”. O povo precisa entender que gostar de política não significa politicagem e nem partidarismo, significa cidadania. 

É preciso sim uma reação do povo, é necessário reagirmos contra a falta de conhecimento político, a falta de interesse do nosso povo, cidadãos votantes, pois esses sim podem fazer a diferença. É preciso engajamento, conhecimento e consciência. 2020 vem aí e como ele, eleições municipais. Se você faz parte dos que não gostam de política, una-se a nós que gostamos, nos importamos e queremos o melhor para o país. Demos continuidade ao trabalho iniciado nas eleições de 2018. Avante!

« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário