Sete em cada 10 brasileiros apoiam reforma da Previdência, diz pesquisa | Rede Ilha FM
últimas Notícias

12 de jul de 2019

Sete em cada 10 brasileiros apoiam reforma da Previdência, diz pesquisa

A pesquisa ouviu 800 pessoas com idades a partir de 18 anos nos 26 Estados e Distrito Federal; Apenas 18% não veem necessidade de reforma (Foto: Agência Câmara dos Deputados)

A tomar como base pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e SPC Brasil, a maioria dos brasileiros apoia a reforma da Previdência. A proporção, segundo os organizadores do levantamento, é de sete apoiadores em cada grupo de dez consultados. Apenas 18% não veem necessidade de reforma, enquanto outros 10% não souberam opinar.

A abertura da pesquisa mostra que 40% dos consultados consideram correta a equiparação entre trabalhadores dos setores público e privado. Do total de entrevistados, 44% acreditam que a reforma previdenciária será totalmente aprovada ainda este ano, enquanto 28% acham que o texto não será aprovado tão cedo e 27% não souberam dizer.

Tema de discussão na Câmara dos Deputados e nas ruas, a Previdência somou um rombo total de R$ 290,3 bilhões apenas em 2018, segundo dados oficiais. Os brasileiros não estão indiferentes ao problema. Tanto que 78% estão acompanhando, em alguma medida, as discussões a respeito das novas regras para aposentadoria, sendo que 31% estão totalmente por dentro do assunto e 47% acompanham apenas em parte.

“Ainda que haja controvérsias a respeito dos possíveis efeitos da reforma da Previdência em diferentes estratos da sociedade, é fato que o regime de aposentadoria custeado pela União e pelos Estados caminha para a completa falência nos próximos anos, se nada for feito”, defende presidente da CNDL, José César da Costa.

Ao criar espaço para diminuir os gastos com a Previdência, espera-se que seja interrompida a trajetória explosiva da dívida pública atual e que, com mais segurança e equilíbrio no cenário macroeconômico, os investidores recuperem a confiança necessária para retomar os investimentos”, completa.
« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário