Filho de Flordelis diz que mãe e três irmãs teriam participado da morte de pastor | Rede Ilha FM
últimas Notícias

21 de jun de 2019

Filho de Flordelis diz que mãe e três irmãs teriam participado da morte de pastor

O filho relatou que Flordelis teria afirmado que "a hora do pai estava chegando" (Foto: Jose Lucena/Estadão Conteúdo)

Um dos filhos da deputada federal Flordelis dos Santos (PSD), que não tem relação com o assassinato do pai, revelou nesta quinta-feira (20/06) à Polícia Civil que suspeita que a mãe e mais três irmãs tenham participado da morte do pastor Anderson Carmo.

De acordo com o G1, o jovem, que não teve a sua identidade divulgada, afirmou que uma das irmãs ofereceu R$ 10 mil à Lucas dos Santos – um dos filhos adotivos – para matar o pai. Procurada, a deputada afirmou por meio da assessoria que não irá se pronunciar sobre o assunto.

O rapaz contou que a mãe e três irmãs colocavam remédio na comida do pai e que isso seria a causa de seus problemas de saúde. Ele falou também que Anderson mostrou uma ameaça de morte que tinha recebido em fevereiro.

Segundo o depoimento, no momento da morte, não houve barulho, confusão e nem moto em fuga. Além disso, o filho disse que viu o irmão Flávio – acusado de ser o mandante do crime – ao lado do corpo ensanguentado, recolhendo uma mochila de couro e o telefone celular do pastor. O aparelho foi entregue para a mãe Flordelis, conforme o depoimento.

O filho relatou que Flordelis teria afirmado que “a hora do pai estava chegando”. Ele descreveu o comportamento desesperado dos parentes no velório como “teatro”.

Mais cedo, a Polícia Civil pediu à Justiça a prisão temporária dos filhos da deputada, Lucas dos Santos, de 18 anos, filho adotivo do casal, e Flávio Rodrigues de Souza, de 38 anos, filho biológico de Flordelis. De acordo com o delegado Antônio Ricardo, ao ser ouvido na Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), Flávio admitiu que planejou a morte do pai e mandou o irmão dele, Lucas, executar o crime.

Ambos estão na cadeia desde segunda-feira (17), o mais velho por por violência doméstica e o mais novo por ter se envolvido, quando era menor de idade, com o tráfico. No entanto, agora eles serão acusados de homicídio qualificado.


« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário