Lei quer proibir que motoristas façam cobrança de tarifa em ônibus de Paulo Afonso | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

28 de nov de 2017

Lei quer proibir que motoristas façam cobrança de tarifa em ônibus de Paulo Afonso

Todas as linhas de Paulo Afonso estão sem cobradores. Acúmulo de função prejudica o serviço, diz autor de projeto na Câmara. (Foto: Arquivos ilha FM)

Um projeto de lei quer proibir que motoristas de ônibus façam também o trabalho de cobrança das passagens em linhas de Paulo Afonso (BA). Para o autor do projeto, o vereador Mário Galinho (SD), quem depende das linhas municipais reclama que o acúmulo de função acaba prejudicando o serviço. O projeto será entregue nesta terça-feira (28/11).

O parlamentar defende que, caso a lei seja sancionada, ao menos 60 cobradores devem ser beneficiados com o retorno aos seus postos de trabalho.

O vereador afirma que o projeto, que será apresentado nesta terça (28/11), propõe a exigência de um profissional exclusivamente para fazer as cobranças em todos os veículos convencionais, no caso, o cobrador. Sendo proibido que o motorista faça esse serviço. O projeto de lei depende da aprovação da prefeitura, que tem um prazo para sancionar ou não.

“A empresa devem manter em cada veículo, um profissional qualificado para exercer as funções de cobrança de passagem, controle de bilhetagem eletrônica e liberação de catraca. Com a retirada dos cobradores prejudicou muito os usuários do transporte coletivo, principalmente os idosos e as pessoas com deficiência”, disse o autor do projeto.

Para o vereador José Carlos Coelho (PRB), equivale a assoviar a chupar cana. “Eu digo pela experiência que eu tive, não dá para fazer as duas coisas direito, e ainda que eu venha sofrer retaliações eu votarei a favor do projeto”, declarou.

O vereador Jean Roubert (PTB) também disse que é necessário fazer alguma coisa indicando seu voto favorável, e até mesmo o presidente Marcondes Francisco (PSD), se mostrou simpático à ideia.

Entenda o caso

A retirada de cobradores das linhas de ônibus iniciou nesta semana quando a empresa ATT (Atlântico Transportes e Turismo) assumiu as linhas do transporte coletivo em Paulo Afonso. Com a saída da vitran, muitos profissionais ficaram sem função na empresa Atlântico que agora manda na linha municipal e cujo motorista exerce a dupla função: dirige e cobra a passagem.

A decisão, entretanto, recebeu críticas de usuários, que citaram a falta de agilidade, já que os profissionais passaram a executar as duas funções.

« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário