Grêmio supera Lanús na Argentina e é tricampeão da Libertadores | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

30 de nov de 2017

Grêmio supera Lanús na Argentina e é tricampeão da Libertadores

O Grêmio venceu o Lanús por 2 a 1, na Argentina, e faturou o seu terceiro título de Libertadores (Foto: David Fernández)

Um, dois, três. O Grêmio, enfim, realizou o sonho de ser tricampeão da América. Nesta quarta-feira (29/11), diante de um estádio La Fortaleza abarrotado, o time tricolor jogou uma enormidade e completou a trinca de Libertadores com chocante autoridade. Fernandinho e Luan, ainda no primeiro tempo, marcaram os gols que deram a vitória por 2 a 1 sobre o Lanús, na Argentina – Sand, de pênalti, diminuiu na segunda etapa, mas como o jogo de ida havia terminado com triunfo gaúcho por 1 a 0, não foi o suficiente.

Com o tri, o time de Renato Gaúcho – primeiro ser-humano nascido no Brasil a ser campeão da Libertadores como jogador e treinador –, volta a superar o rival Internacional (bicampeão) e se iguala a São Paulo e Santos como o clube brasileiro mais vencedor da história do torneio – as outras taças foram erguidas em 1983 e 1995.

De quebra, o Tricolor carimba passaporte para o Mundial de Clubes da Fifa, que será realizado entre os dias 6 e 16 de dezembro, nos Emirados Árabes Unidos. O time brasileiro já está na semifinal e encara o vencedor do confronto entre Pachuca (México) e Wydad Casablanca (Marrocos), no dia 12, em Al Ain. Se passar, a decisão, muito provavelmente, será contra o Real Madrid de Cristiano Ronaldo.

Não é exagero dizer que o Grêmio fez um primeiro tempo primoroso em Lanús. Como se estivesse no quintal de casa, o time tricolor ignorou a pressão da torcida argentina e tomou conta de cada palmo do campo de La Fortaleza. Barrios, Luan, Fernandinho, Ramiro e Arthur se instalaram no ataque e sufocaram os donos da casa desde o primeiro minuto. Durante 45 minutos, não houve jogo. E sim uma aula.

Coube a Fernandinho, após roubada de bola e linda arrancada a partir do meio de campo, abrir o placar para o Grêmio, aos 27 minutos do primeiro tempo. Com incrível tranquilidade, o Tricolor chegou ao segundo gol ainda antes do intervalo. Inspirado, Luan fez fila na entrada da área e cutucou por cima do goleiro Andrada. Uma pintura!

O segundo tempo foi do Lanús. O time argentino se lançou ao ataque e conseguiu diminuir, com Sand, de pênalti, aos 27. Ramiro foi expulso por reclamação dez minutos depois, e a torcida grená até acreditou na virada – mais pelo retrospecto de remontadas da equipe nesta Libertadores do que que pela partida desta quarta-feira. No fim, no entanto, não teve jeito: o Grêmio se segurou e, ao apito final, celebrou como se não houvesse amanhã. O tri, enfim, virou realidade!


« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário