Jovens estão desinteressados em comprar carro por conta de apps de transporte | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

16 de mai de 2017

Jovens estão desinteressados em comprar carro por conta de apps de transporte

A questão financeira tem grande impacto nessa nova tendência (Foto: Reprodução/ilha FM)

A necessidade de ter um carro nas grandes cidades brasileiras está sendo cada vez mais questionada pelos jovens brasileiros.

Em tempos de crise, os primeiros investimentos vão para outros desejos, como ter um smartphone, fazer cursos no exterior e começar a sonhar na casa própria.

Se a situação econômica do país já atingia o setor automotivo, a popularização do compartilhamento de veículos ajudou a mudar ainda mais o comportamento do brasileiro.

De acordo com o Estudo Global sobre Consumo Automotivo da consultoria Deloitte, 55% dos usuários de aplicativos, como Uber e 99 Taxis, questionam a necessidade de ter seus próprios carros.

Entre os jovens, o indicador é ainda maior: 62% consideram dispensável ter o próprio veículo no futuro.

O compartilhamento chegou para competir com as dificuldades comuns do transporte público nas grandes cidades. Esse é o caso do estudante Lucas Abrão, de 22 anos: “geralmente é transporte público e quando tem essa opção, eu utilizo aplicativos”.

A questão financeira tem grande impacto nessa nova tendência.

O sócio da Deloitte, especializado em setor automotivo, Carlos Ayub, afirmou que se locomover pela cidade sem carro está mais barato e seguro. “Esse consumidor entende que investir em smartphone de última geração é uma tendência, é a visão do novo consumidor. Com a abundância desse tipo de serviço, além da dificuldade de estacionamento, são motivadores para essa tendência”, explicou.

A mudança tem atingido também o público mais adulto. Outro reflexo citado pela pesquisa é a diminuição do número de brasileiros dispostos a pagar mais por um apartamento por causa das vagas na garagem.

Agora, tudo isso se trata de uma tendência já detectada pelo mercado. Portanto, é esperado que os indicadores de jovens desinteressados em carros continuem crescendo nos próximos anos, por mais que as montadoras tentem atrair novamente esse público.


« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário