Internauta vende dinheiro falso no grupo 'Mercado Livre Paulo Afonso' | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

22 de mai de 2017

Internauta vende dinheiro falso no grupo 'Mercado Livre Paulo Afonso'

Comércio movimenta grupos de internautas de Paulo Afonso na web. Polícia alerta que além da venda, a compra também é crime. (Foto: PA Alerta/ilha FM)

Criminosos em grupos de compra e venda no Facebook usam o espaço para tentar comercializar produtos ilegais, entre eles notas falsas de dinheiro. Nas postagens, eles alertam para o que chamam de ‘Notas interessados chama pv.....’ em época de crise e garantem a eficácia do negócio. A Polícia Civil alerta que tanto a venda como a compra desse tipo de produto é considerada crime, com punição de três a 12 anos de prisão.

Os grupos são criados por internautas com a finalidade de comercializar produtos usados com preço menor e oferecer serviços em geral. Os espaços, que reúnem milhares de membros, têm chamado a atenção de golpistas para práticas ilegais. A ilha FM encontrou criminosos agindo em páginas de Paulo Afonso (BA).

As postagens são feitas usando um perfil falso - sem as informações reais do dono. No anúncio de dinheiro falso, um perfil oferece R$ 5 mil em notas falsas pela quantia de R$ 300 em dinheiro real. O criminoso oferece até R$ 15 mil em notas copiadas, que custariam R$ 800 aos compradores.

No privado o vendedor garante que as notas passam no teste da caneta e luz negra - que é um detector de notas falsas.

Em conversa com a reportagem da ilha FM, durante uma simulação de interesse na compra, o criminoso garante a segurança do envio do dinheiro e oferece dicas sobre como colocar as notas falsas em circulação. Elas seriam enviadas pelo correio após depósito em uma conta bancaria. “Trabalho há 2 anos, nunca tive problemas. Sigilo total”, garantiu o vendedor na troca de mensagens.

A reportagem não finalizou o pedido de compra.

Por telefone, a Polícia Militar informou que a responsabilidade sobre a fiscalização deste tipo de crime é da Polícia Federal. A PM informou que a ação infringe o artigo 289 do Código Penal. Segundo a lei, falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel moeda de curso legal no país ou no estrangeiro é crime, com pena que varia de três a 12 anos de prisão e multa.

A lei não se aplica apenas a quem vende as notas, mas também a quem adquire e coloca as notas em circulação.

Aqueles que se arriscam a tentar adquirir esse tipo de material também estão sujeitos a diferentes riscos - os fraudadores podem ficar com contatos e outras informações dos interessados, por exemplo. 

A reportagem da ilha FM tentou entrar em contato com os moderadores da Página, mas até o fechamento desta matéria, não obtivemos êxito. O portal deixa o espaço aberto para que o administrador do grupo  possa prestar maiores esclarecimentos sobre o fato.

Comércio movimenta grupos de internautas de Paulo Afonso na web. Polícia alerta que além da venda, a compra também é crime. (Foto: PA Alerta/ilha FM)
Comércio movimenta grupos de internautas de Paulo Afonso na web. Polícia alerta que além da venda, a compra também é crime. (Foto: PA Alerta/ilha FM)
Comércio movimenta grupos de internautas de Paulo Afonso na web. Polícia alerta que além da venda, a compra também é crime. (Foto: PA Alerta/ilha FM)



« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário