Em Londres, ministro do STF defende idade de 65 anos para aposentadoria | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

15 de mai de 2017

Em Londres, ministro do STF defende idade de 65 anos para aposentadoria

Na sua fala, o ministro do STF também comentou que o Brasil, sozinho, é responsável por 98% dos processos trabalhistas em todo o planeta (Foto: Carlos Humberto/SCO/STF)

O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, defendeu em no Reino Unido, a Reforma da Previdência. Ele abriu o Brazil Forum 2017 neste último sábado (13/05), do qual é presidente honorário, com um panorama institucional do País.

Na sequência, afirmou que previdência pública de R$ 110 bilhões transfere renda de pobres para ricos. E que, portanto, é perversa nos moldes atuais.

Barroso ainda legitima a idade mínima de aposentadoria em 65 anos e as mudanças nas regras como "uma questão de aritmética". “Nenhum país do mundo as pessoas se aposentam como no Brasil”, disse.

Barroso defendeu não só as reformas da Previdência, mas a trabalhista, a política e a eleitoral. Ao falar da Previdência, disse que a soma dos sistemas público e privado custa o correspondente a 54% do orçamento brasileiro, mais do que o dobro do que é gasto com educação, saúde e benefícios sociais.

Na sua fala, o ministro do STF também comentou que o Brasil, sozinho, é responsável por 98% dos processos trabalhistas em todo o planeta - o país tem 3% da população mundial.

O magistrado citou o caso do Citibank, que desistiu de operar no Brasil quando detectou que obtinha no país 1% de suas receitas, mas sofria 93% das ações trabalhistas.

Ainda mencionou que 4% do PIB brasileiro é gasto com o custo do funcionalismo público, com o que procurou indicar o alto custo do Estado.


« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário