Tony Ferguson: ''Foi do jeito que eu quis, Dos Anjos não me ofereceu risco'' | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

7 de nov de 2016

Tony Ferguson: ''Foi do jeito que eu quis, Dos Anjos não me ofereceu risco''

Tony Ferguson celebra vitória sobre Dos Anjos no UFC México 3 (Foto: Reprodução/MMA Fighting)

Tony Ferguson conseguiu a maior vitória de sua carreira no último sábado (05/11), quando bateu o ex-campeão dos leves do UFC Rafael dos Anjos com surpreendente superioridade na Cidade do México. Após o duelo, o americano, que acumula nove vitórias seguidas na categoria, disse que não se sentiu ameaçado pelo brasileiro em momento algum.

- Foi do jeito que eu quis que fosse. Sinceramente, eu estava lá atrás pensando que queria finalizá-lo no segundo round, mas eu realmente queria me testar. Eu queria testar minha durabilidade e ver como o camp de treinamentos em Big Bear havia funcionado para mim (...) O "RDA" não me ofereceu risco. Não me senti em perigo em momento algum. Meu treinador Eddie Bravo me disse que eu falei para ele que ia quebrar o queixo dele no segundo round. E um dos meus treinadores, ainda em casa, me disse: "Chute-o no queixo, faça-o desistir". E depois que eu comecei a fazer isso, eu vi a expressão de dor no rosto dele, e toda vez que eu defendia seus chutes baixos, via que ele não queria mais estar comigo ali no octógono. Então eu queria lutar os cinco rounds para garantir que a divisão inteira saiba quem eu realmente sou - afirmou ao site "MMA Junkie".

Com o triunfo, Ferguson deve ser o próximo desafiante ao cinturão dos leves, que será defendido por Eddie Alvarez contra Conor McGregor no próximo dia 12, em Nova York. Tony garante que não vê o título como uma obsessão.

- Se eu quisesse o título, eu já o teria. Eu queria destruir essa divisão, um por um. Eu disse para o Dana White... Quando eu estava no "The Ultimate Fighter", ele me perguntou: "Quem você quer enfrentar agora?". Eu falei para ele: "Isso é um torneio, não é? Porque em um torneio você deve vencer os melhores. Mesmo se você estiver escolhendo um por um e fazendo uma eliminatória, você tem que lutar com todos" (...) Quando eu chegar ao título, será o meu título, e será através das minhas lutas. Não porque eu me promovi falando ou porque tenho muitos fãs. Eu não ligo. Estou aqui por uma razão, estou aqui para vencer.

Mas a categoria dos leves é pequena para Ferguson, que sonha em lutar também nos penas e nos meio-médios.

- Existem outras duas divisões em que eu adoraria lutar. Eu pesei 69kg na pesagem - subi na balança de calça. Posso descer para os penas e bater todo mundo lá. Posso voltar para os leves, nocautear todo mundo e finalizá-los, e pode ter certeza que posso ir para os meio-médios e fazer a mesma coisa. Quero ser um campeão que flutua pelas categorias.


« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário