''Sei que não tenho os maiores seios, mas quero ser uma lenda'', diz Joanna | ilha FM - Paulo Afonso
últimas Notícias

3 de nov de 2016

''Sei que não tenho os maiores seios, mas quero ser uma lenda'', diz Joanna

Joanna Jedrzejczyk vai enfrentar Karolina Kowalkiewicz no UFC 205 (Foto: Getty Images)

Carismática fora do octógono e devastadora dentro dele, Joanna Jedrzekczyk costuma dar fortes declarações em suas entrevistas. Desta vez, em teleconferência com a imprensa para promover o UFC 205, que acontece dia 12 de novembro, quando ela enfrentará a compatriota Karolina Kowalkiewicz pelo cinturão peso-palha (até 52kg), a polonesa disse saber que "não é a mais bonita ou que tem os maiores seios", mas que quer ser lembrada no futuro como a melhor lutadora de MMA da história e que sua meta é se aposentar como campeã invicta do Ultimate.

- Eu quebrei minha mão duas vezes e isso não foi bom para mim. Fiquei muito tempo parada, mas agora me sinto ótima, então estou pronta. Sei que não sou a mais bonita e que não tenho os maiores seios ou que não sou americana, mas quero que as pessoas se lembrem de mim como a melhor lutadora, invicta no MMA e campeã do UFC. Quero ser uma lenda. Quero que as pessoas falem de mim em cinco, 10, 20 anos, que fui a melhor lutadora de MMA, que fui uma das melhores campeãs do UFC. Isso que eu quero. Só quero me aposentar como uma campeã invicta. Esse é o meu objetivo e quero tornar este sonho real - afirmou a campeã até 52kg.

Jedrzejczyk também comemorou o fato de lutar no UFC 205, em Nova York (EUA), no evento que terá outras duas disputas de cinturão: a dos leves (até 70kg), com Eddie Alvarez enfrentando Conor McGregor na luta principal, e a dos meio-médios (até 77kg), quando Tyron Woodley encara Stephen Thompson.

- Finalmente posso fazer algum dinheiro, sabe? Nunca reclamo sobre dinheiro e não vou fazer isso, estou só brincando. Estou muito feliz que vou lutar no UFC 205, que vou lutar em Nova York no primeiro evento do UFC na cidade. Estou muito feliz de lutar no mesmo card de Conor McGregor, Eddie (Alvarez), Tyron (Woodley), Stephen (Thompson) e outros lutadores. Este é um card incrível. É um prazer para mim. Como disse, quero ser parte do maior show que o UFC já fez. Meu sonho é lutar na Polônia, mas ano que vem. Agora é hora de me construir mais nos EUA. Tive muita atenção depois da luta com Claudia, então agora estou pronta para dominar os shows do UFC.

Joanna ainda citou o fato de a disputa de título ser entre duas polonesas e, mesmo tendo se mudado para a Flórida (EUA) para treinar na American Top Team, fez questão de ressaltar que luta pelo seu país.

- Vai ser uma manhã muito bonita para os fãs poloneses, porque na Polônia será muito cedo, 13 de novembro, quando estivermos lutando em Nova York. É algo grande. Amo meu país. Mesmo me mudando para a Flórida, ainda sou polonesa. Amo minha cidade e faço isso por eles, represento meu país, mesmo que eu enfrente Karolina Kowalkiewicz - concluiu.

UFC 205
12 de novembro, em Nova York (EUA)

CARD PRINCIPAL (a partir de 1h, horário de Brasília):
Peso-leve: Eddie Alvarez x Conor McGregor
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Stephen Thompson
Peso-palha: Joanna Jedrzejczyk x Karolina Kowalkiewicz
Peso-médio: Chris Weidman x Yoel Romero
Peso-meio-médio: Kelvin Gastelum x Donald Cerrone
Peso-galo: Miesha Tate x Raquel Pennington

CARD PRELIMINAR (a partir de 21h30, horário de Brasília):
Peso-pena: Frankie Edgar x Jeremy Stephens
Peso-leve: Khabib Nurmagomedov x Michael Johnson
Peso-médio: Rashad Evans x Tim Kennedy
Peso-meio-médio: Vicente Luque x Belal Muhammad
Peso-leve: Jim Miller x Thiago Pitbull
Peso-médio: Rafael Natal x Tim Boetsch
Peso-galo: Liz Carmouche x Katlyn Chookagian


« PREV
NEXT »

Nenhum comentário

Postar um comentário